Um encontro, um adeus, uma esperança




Marta se despediu do Santos para ir jogar a Liga Norte-Americana pelo Western New York Flash. Mais uma vez, o futebol feminino brasileiro não teve competência para manter sua melhor jogadora vestindo a camisa de um clube nacional. Mas, antes de partir para os Estados Unidos, Marta teve tempo de se encontrar com a presidenta Dilma.
Foi o encontro de duas mulheres que são ícones da luta feminina por maior espaço na sociedade. Elas estão no topo de suas carreiras. Não estão onde estão por acaso.
Marta enfrentou diversos obstáculos dentro e fora dos gramados para conseguir ser reconhecida como a melhor atleta de futebol do mundo. Hoje, seu talento é incontestável. Ela foi referendada cinco vezes com o prêmio de melhor do mundo da FIFA.




Dilma lutou para devolver ao país a democracia. Reconquistado o sistema democrático, ela atuou na vida pública para garantir aos cidadãos a dignidade que uma democracia deve oferecer aos seus filhos.
Marta, a rainha do futebol, e Dilma, a presidenta, se encontraram. Marta, na sua militância para fazer com que o futebol feminino brasileiro tenha o respeito que merece, disse que espera mais investimentos na modalidade. Dilma, que já afirmou anteriormente que governará com a atenção voltada para as mulheres, pode fazer algo de concreto para as meninas de chuteiras. O primeiro passo ou o primeiro passe entre as duas já foi dado. Tomara que quem ganhe nesse jogo seja o Brasil.


Imagens: Creative Commons/Google

btemplates

1 comentários:

jackiemoraes disse...

é tomara mesmo que quem ganhe seja o BASILL,ótimo post você escreve muito bem.
e claro ja estou te seguindo passa la no meu tmb,ah e obrigada por me seguir no Twitter ta!
http://jackiemoraes.blogspot.com/

Postar um comentário

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...